Não se espante pelo nome pomposo e comprido, o Real Gabinete Português de Leitura é mais uma das surpresas que você encontra ao desbravar o centro histórico do Rio de Janeiro. Trata-se da mais bela biblioteca pública que você pode conhecer.


Situado ao lado do teatro João Caetano, na “adequada” Rua Luís de Camões, muita gente confunde sua fachada em estilo neomanuelino e cheio de ícones portugueses com uma igreja, e talvez por isso não tomem conhecimento de sua existência. O Gabinete é uma tradicional biblioteca e instituição cultural lusófona que possui o maior acervo de autores portugueses fora de Portugal. Boa parte dos livros disponíveis para estudo. E alguns deles raríssimos como uma primeira edição de Os Lusíadas, de Luis de Camões de 1572.




[caption id="attachment_4750" align="aligncenter" width="1024"] Fotos: Geisy Almeida[/caption]

Aquela pequena pausa para história...


Fundado em 14 de maio de 1837 por 43 imigrantes portugueses com o objetivo de ampliar seu conhecimento e dar oportunidade aos compatriotas residentes na então capital do Império Brasil. Sua atual sede foi construída apenas entre 1880 e 1887, com projeto do arquiteto português Rafael da Silva Castro. Antes disso, a biblioteca teve vários endereços. Mantida por sócios até os dias atuais, o Gabinete se tornou biblioteca pública em 1900. Qualquer um pode ter acesso à seus livros, enquanto associados tem algumas regalias como a possibilidade de levar volumes para casa.



De volta à visita...


Visitamos o Gabinete duas vezes para este post. Na primeira, encontramos o prédio em reformas. Então tivemos que nos contentar em apena conhecer a frente do prédio adornada com as estátuas de Pedro Álvares Cabral, Luis de Camões, Infante Dom Henrique e Vasco da Gama. Já os medalhões retratam os escritores Fernão Lopes, Gil Vicente, Alexandre Herculano e Almeida Garrett. Na segunda visita tivemos mais sorte – na verdade ficamos vigiando mesmo. A reforma continua, mas a principal área de visitação já está aberta ao público, e graças à renovação mais bonita que antes.




[caption id="attachment_4782" align="aligncenter" width="1024"] Salão de Leitura do Real Gabinete Português[/caption]

Se muita gente confunde sua fachada com uma igreja, o interior bem que poderia ser considerado uma catedral da literatura. O Salão de Leitura tem suas paredes cobertas de livros, distribuídos em 3 andares de estreitas sacadas que deixam o vão central e as mesas de estudos livres para receber a luz natural vinda da claraboia em vitral. E não importa o quanto eu tente descrever, talvez nem as fotos deem a noção exata da magnitude desta sala como na imagem acima. (Veja mais fotos na galeria ao fim do post)


O acesso a estes “andares superiores” é restrito. Mas tudo bem, pois não falta o que ver no andar inferior. Além dos livros, arquitetura, mobiliário, estátuas e obras raras em exposição estão vão te deixar mais que ocupado em sua visita. Como a estátua de Camões e o lustre vindo de Portugal. Você também pode se acomodar em uma das belas mesas e adiantar a leitura, admirar a arquitetura em detalhes ou apenas sentir ambiente. Vasculhe as prateleiras - com os olhos, não toque nos livros sem autorização -  e encontre uma variedade infindável de títulos novos e conhecidos, alguns muito curiosos. Quase fizemos disso um esporte durante nosso tempo lá.




[caption id="attachment_4790" align="aligncenter" width="1024"] Sala dos Brasões - Foto: arquivo Real Gabinete Português de Leitura[/caption]

Quanto a área ainda em reforma, e inacessível ao público? Trata-se do Salão dos Brasões que serve de auditório. E tem este nome por ser ornamentado por 36 brasões das cidades portuguesas da época, incluindo as colônias.


Vale lembrar: o gabinete é uma biblioteca, tem sempre gente estudando por lá. Então, pode “turistar” sim, mas em silêncio, ok! E se tiver tempo, leia alguma coisa. Assim como na maioria das bibliotecas não convém levar alimentos. E não deixe de assinar o livro de visitantes. Para quem vai ficar mais tempo na cidade, vale à pena olhar a agenda de eventos e cursos, muitos gratuitos, que a instituição oferece.


Se à essa altura ainda lhe faltam motivações para visitar o Real Gabinete Português de Leitura, eis mais algumas. O prédio foi tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural. E em 2014 ocupou o quarto lugar na lista das 20 bibliotecas mais bonitas do mundo pela revista "Time".




[caption id="attachment_4756" align="aligncenter" width="1024"] Uma catedral da literatura lusitana![/caption]

Confesso, senti falta apenas de um guia, para apontar aqueles detalhes que não cabem nas plaquinhas. E contar toda a história que já deve ter acontecido sobe aquele teto de vidro, que recebeu grandes intelectuais, nomes importantes da história brasileira e lusitana ao longo dos anos. Mas, esse detalhe, é apenas uma desculpa para voltar lá mais algumas vezes.


Já que cada cantinho é um deslumbre, confira mais fotos do Real Gabinete em nossa galeria:




Real Gabinete Português de Leitura
Rua Luís de Camões, 30, Centro - Rio de Janeiro - RJ
http://www.realgabinete.com.br
E-mail - gabinete@realgabinete.com.br
Telefone: (+ 55 21) 2221-3138 / Tel/Fax: (+ 55 21) 2221-2960

Segunda a Sexta-feira, das 9 às 18 horas
Gratuito